Igreja Evangélica Verbo da Vida

Igreja Evangélica Verbo da Vida

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Sugestão de leitura - Pratique a leitura


Palavra da Fé


Fala Verbo


Orando e dizendo

Por isso, vos digo que tudo o que pedirdes, orando, crede que o recebereis e tê-lo-eis. MARCOS 11.24

A fé funcionará mediante o que você diz (note que Marcos 11.23 não menciona a oração), mas também depen­derá das suas orações.

Mas, quando você ora, precisa dizer ou confessar algo.

Quero repetir isso: a fé funcionará por meio do que você diz e, também, por meio da sua oração; mas, quando você ora, precisa dizer.

Marcos 11.23 e 24 me tiraram do leito da enfermidade há muitos anos. Depois de ter orado, comecei a dizer (e não pensar). Dizia, em voz alta, no meu quarto: "Creio que recebo a cura em meu corpo".

Passei, então, a especificar cada coisa que estava errada comigo: "Creio que recebo a cura da doença cardíaca. Creio que recebo a cura da paralisia. Creio que recebo a cura da doença no sangue, ainda que ela tenha sido qualificada pelos médicos como incurável".

E, para a eventualidade de ter omitido alguma coisa, terminei: "Creio que recebo a cura por completo, da cabeça aos pés".

Na mesma hora, todos os sintomas de deficiência física desapareceram do meu corpo, e pude ficar em pé, ao lado da cama, curado!

Confissão: "Tudo quanto peço, orando, creio que o recebo. Confesso aquilo que creio. Mantenho-me firme em minha confissão!"

(Fonte: Texto Extraído do Livro Alimento da Fé - Kenneth E. Hagin)

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Sugestão de leitura - Pratique a leitura


Palavra da Fé


Fala Verbo


Nenês espirituais

Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que, por ele, vades crescendo. 1 PEDRO 2.2

Em quais circunstâncias você pode ajudar o próximo?

Enquanto as pessoas ainda forem nenês espirituais, poderemos carregá-las no colo [espiritualmente falando]. Não é difícil conseguir a cura para um cristão recém-convertido. Mas Deus exige um pouco mais daqueles que tiveram tempo e oportu­nidade de aprender a respeito das questões espirituais.

Quando eu e minha esposa nos casamos, em novembro de 1938, ela era metodista e nada sabia a respeito da cura divina. Em dezembro, um vento frio, oriundo do norte do Canadá, atingiu o Texas, deixando minha esposa com a garganta inflamada. Ela falou: "Vou mandar aplicar um medicamento na minha garganta. Vou sofrer com dor de garganta durante o inverno inteiro. Fico assim todos os anos".

Foi uma boa oportunidade para ensinar-lhe a respeito da cura divina. Relembrando Marcos 11.23, falei: "Não, não fa­remos aplicações na sua garganta. Essa inflamação crônica da garganta irá embora e nunca mais voltará".

Foi embora mesmo. E foram-se passando todos esses anos, porém a sua garganta não inflamou mais.

Hoje, entretanto, eu não poderia fazer aquilo em favor dela, porque ela já desenvolveu sua própria fé, e Deus espera que ela a use.

Confissão: "Desejo a Palavra afim de crescer por meio dela. Minha fé crescerá, e eu poderei ajudar o meu próximo".

(Fonte: Texto Extraído do Livro Alimento da Fé - Kenneth E. Hagin)

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Sugestão de leitura - Pratique a leitura


Palavra da Fé


Fala Verbo


Sinal Verde

Assim diz o SENHOR, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o SENHOR, o teu Deus, que te ensina o que é útil e te guia pelo caminho em que deves andar. ISAIAS 48.17

Certa vez, um pastor me perguntou: "Irmão Hagin, você alguma vez atenderá as igrejas pequenas?"

Em seguida, o pastor me falou a respeito da igreja que dirigia e disse: "Se Deus chegar a falar com você a esse respeito, nós queremos que você vá à nossa igreja". Mas não levei o convite muito a sério.

Porém, alguns meses mais tarde, eu estava orando sobre outra coisa, e a conversa com aquele pastor voltou à minha lembrança. A partir de então, lembrei-me daquela conversa todos os dias. Finalmente, depois de uns quatro dias, orei: "Senhor, queres que eu vá àquela igreja?" Quanto mais eu orava a respeito, tanto mais à vontade me sentia inclinado a aceitar o convite do pastor (não era uma sensação física, mas algo que reconheci no meu espírito).

Sentado ao lado da minha cama, Jesus Se referiu à minha inclinação de aceitar o convite: "Quanto mais você pensava a respeito disso, tanto mais à vontade você se sentia". Ele me fez lembrar. "Você tinha uma sensação de toque de veludo no seu espírito. Trata-se do sinal verde. É o sinal de avançar.

É o testemunho do Espírito, que fala para você ir. Agora, você está-Me vendo, e estou-lhe ordenando que vá àquela igreja. Mas nunca mais vou orientá-lo assim para ir até determinado lugar. A partir de agora, vou orientá-lo como faço com todos os cristãos, pelo testemunho interior".

Confissão: "O Senhor me guia pelo caminho em que devo andar. Ele me guia através do testemunho interior".

(Fonte: Texto Extraído do Livro Alimento da Fé - Kenneth E. Hagin)